Novo terminal do Aeroporto de Goiânia terá sistema de reúso de águas cinzas

Procedimento, dividido em quatro etapas, vai permitir o reaproveitamento das águas utilizadas nas torres de resfriamento, pias, chuveiros e bebedouros.

 

O novo terminal do Aeroporto Internacional de Goiânia, que tem inauguração prevista para o primeiro semestre de 2016, terá um sistema que permitirá o reúso não só de águas pluviais, como também das cinzas oriundas das torres de resfriamento, pias, chuveiros e bebedouros.

O sistema receberá, diariamente, os descartes das torres de resfriamento, que serão tratados quimicamente, para ajustes e equilíbrio de pH, controle e corrosão e incrustação, além do controle de crescimento de algas. Enquanto cabe à Empresa Brasileira Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) o monitoramento dos parâmetros, a empresa responsável pelo sistema, a Ecosan do Brasil, ocupa-se pelo processo de tratamento, fornecimento das máquinas e equipamentos, integração dos sistemas, treinamento e início das operações e da atividade.

Segundo Ricardo Telles, diretor executivo da Ecosan do Brasil, o procedimento é baseado em quatro estágios: o primeiro consiste na separação da água e do óleo, através de blocos coalescentes; o segundo, em um sistema completo de tratamento biológico das águas, que estão contaminadas com matéria orgânica e seguirão para processos de equalização, recalque, aeração, sedimentação e polimento. O terceiro estágio consiste no tratamento físico-químico e prevê a remoção de demais contaminantes e filtração mecânica, e o quarto, em um processo de desinfecção ultravioleta.

O diretor ainda afirma que foram considerados aspectos importantes para a segurança dos passageiros, já que todo o desenvolvimento do projeto elétrico e automação foi elaborado dentro de requisitos obrigatórios para uma área classificada (ambiente explosivo), com painéis, motores, acionamentos e equipamentos à prova de faísca e explosão.

Fonte: PINIweb

Anúncios

Sobre Indicadores do Concreto

O Projeto é uma pesquisa do SINDUSCON-DF que estuda os principais indicadores do processo de concretagem nos canteiros de obra do DF e disponibiliza no site e nas redes sociais esses indicadores para consulta pública. Ver todos os artigos de Indicadores do Concreto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: